EUA supera marca de 19 milhões de casos do novo coronavírus

No último domingo, 27 de dezembro, os EUA registrou a marca de 19 milhões de casos confirmados do Covid-19. Além disso, o número de óbitos chega ao número de 333 mil pessoas. Sendo assim, taxas consideradas as maiores do mundo.
Certamente, especialistas temem que esse número possa aumentar ainda mais. Principalmente por causa das festas de fim de ano e entrada de estrangeiros em solo americano.
EUA: mais de 19 milhões de casos de Covid-19
Considerado o país com maior índice de casos e óbitos por Covid-19, EUA registra novos números. Assim, cerca de 19 milhões de casos do coronavírus foram registrados no país. Além disso, um total de 333 mil mortes preocupam as autoridades americanas.
Outro ponto importante, é que o país, em apenas seis dias, teve cerca de 1 milhão de novos casos. Entretanto, o número pode ser ainda maior devido as festas de fim de ano. Além, da nova mutação do coronavírus vinda do Reino Unido.
Estados Unidos está na primeira posição em número de casos confirmados e mortes por coronavírus
Os EUA estão em primeiro lugar no número de casos confirmados de coronavírus. Além disso, também está quando o assunto é óbitos. Veja abaixo outros países que estão com números elevados do Covid-19:

 

Estados Unidos: 19 milhões de casos;
Índia: 10.187.850;
Brasil: 7.465.806;
Rússia: 3.019.972;
França: 2.608.277;
Reino Unido: 2.295.143;
Turquia: 2.147.578;
Itália: 2.047.696;
Espanha: 1.854.951.
Em relação às mortes, os EUA continuam na primeira posição. Contudo, o Brasil assume o lugar da Índia. Confira abaixo o número de perdas por Covid-19 em alguns países:
EUA: 333 mil óbitos;
Brasil: 190.795;
India: 147.622;
México: 122.026;
Itália: 271.925;
Reino Unido: 70.860;
França: 62.694;
Irã: 54.693;
Rússia: 54.080;
Espanha: 49.824;
Argentina: 42.501.
Para especialista, vacina do Covid-19 poderá não ser suficiente para acabar com a pandemia nos EUA
Com o total de 19 milhões de casos nos EUA, especialista cita que vacina não será suficiente. Assim, será necessário algo a mais para diminuir a pandemia do Covid-19.
O especialista em doenças do governo, acredita que o pior da pandemia ainda está por vir. Portanto, será um momento crítico para o país. Certamente, a maior propagação do vírus acontecerá devido às festas de fim de ano.
Desse modo, é preciso atenção e cuidado neste período. Portanto, evite sair de casa sem necessidade. Também continue usando máscara e mantenha as mãos limpas. Por exemplo, com álcool gel.
Apenas se todos fizerem sua parte é possível reduzir os casos e a contaminação das pessoas. Caso contrário os números serão ainda mais alarmantes nos próximos meses. Além de registrar mais mortes.

Fonte: Noticia Concursos